segunda-feira, 11 de junho de 2007

Os Meus 100 Tópicos de Cultura Portuguesa

Não foi nada fácil chegar aqui. Aliás, ainda não estou cabalmente convencido de que são exactamente estes cem «Os Meus 100 Tópicos de Cultura Portuguesa»…

Ao longo do tempo fui lançando nomes numa lista e, em simultâneo, reavaliando as razões da presença de uns e da ausência de outros. Tarefa ingrata!… Tenho agora uma lista de base com quase duzentos nomes!…

Os critérios da selecção são, creio eu, fáceis de identificar (mas talvez não tão fáceis de aplicar): representatividade, importância e capacidade de projectar a «marca» Portugal no estrangeiro (um dos motivos de base).

Da Fundação da Nacionalidade ao século XIX inclusive retive o que me parece ser emblemático da nossa História quando comparada com e integrada na chamada História Universal.

Assim, proporcionalmente, o século XX ocupa um lugar de maior destaque, já que pretendo abarcar tantos aspectos da Portugalidade quanto é possível em aventuras deste género… (Ai, ai!…) Por outro lado, a maior facilidade de comunicação e informação permite, em princípio, a qualquer um saber quem é, por exemplo, Eusébio ou Amália.

A chave abaixo apresentada destina-se a facilitar a vida a quem se interessa por questões deste cariz, mormente a estrangeiros que se queiram ilustrar na Língua, História e Cultura de Camões e Pessoa.

Açores – G

Algarve – G

Almada Negreiros – VA, L

Almeida Garrett – L

Álvaro Cunhal – P

Amália Rodrigues – M

Ana Salazar – F

António Damásio – Sc

António Salazar – P

António Victorino d'Almeida – M

Aqueduto das Águas Livres – Mn

Aristides de Sousa Mendes – P, H

Astrolábio – Sc

Azulejo – VA

Bacalhau com todos – Gtr

Bocage – L

Bordados – Hc

Caldo verde – Gtr

Camilo Castelo Branco – L

Carlos Lopes – Sp

Cármen Miranda – M

Carne de porco à alentejana – Gtr

Cascais – G

Castelo de Guimarães – Mn

Coimbra – G

Convento de Cristo – Mn

Convento de Mafra – Mn

Cozido à portuguesa – Gtr

Cristiano Ronaldo – Sp

D. Afonso Henriques – H

D. Dinis – H, L

D. Pedro I – H

Descobrimentos – H

Dulce Pontes – M

Eça de Queirós – L

Egas Moniz – Sc

Estoril – G

Eusébio – Sp

Évora – G

Fátima Lopes – F

Feijoada à transmontana – Gtr

Fernando Lopes-Graça – M

Fernando Pessoa – L

Fernão Lopes – L, H

Fernão Mendes Pinto – L, H

Filigrana – Hc

Francis Obikwelu – Sp

Gil Vicente – L

Inês de Castro – H

Infante D. Henrique – H

Jorge de Sena – L

José (Zeca) Afonso – M

José Mourinho – Sp

José Saramago – L

Josefa d'Óbidos – VA

Luís Figo – Sp

Luís Vaz de Camões – L

Madeira – G

Madredeus – M

Manoel de Oliveira – C

Maria João Pires – M

Mário Soares – P

Mariza – M

Marquês de Pombal – P

Mízia – M

Mosteiro da Batalha – Mn

Mosteiro de Alcobaça – Mn

Mosteiro dos Jerónimos – Mn

Natália Correia – L, P

Nazaré – G

Nossa Senhora de Fátima – R

Nuno Álvares Pereira – H, R

Óbidos – G

Os Lusíadas – L

Paula Rêgo – VA

Pedro Álvares Cabral – H

Pedro Nunes – Sc

Porto – G

Queijo da Serra – Gtr

Rainha Santa Isabel – H, R

Revolução dos Cravos – P, H

Rosa Mota – Sp

Santo António – R

Sardinhas assadas – Gtr

Saudade – H, L, M

Sintra – G, H, L

Sophia de Mello Breyner A. – L

Tapetes de Arraiolos – Hc

Templo de Diana – Mn

Terramoto de 1755 – H

Torre de Belém – Mn

Torre dos Clérigos – Mn

Tripas à moda do Porto – Gtr

Vale de Foz Côa – G, H

Vale do Douro – G, Gtr

Vasco da Gama – H

Vieira da Silva – VA

Vinho do Porto – Gtr

Vinho verde – Gtr

Viriato – H

– CHAVE / KEY –

C – Cinema
F – Fashion/Moda
G – Geography
Gtr – Gastronomy
H – History
Hc – Handicraft/Artesanato
L – Literature
M – Music
Mn – Monuments
P – Politics
R – Religion
Sc – Science
Sp – Sports
VA – Visual Arts

Advertência: Quaisquer associações a produtos de entretenimento televisivo serão ofensivas ao carácter «sério» desta iniciativa. Mesmo que possamos rir a bom rir de alguns nomes apresentados…
Divirtam-se!

RIC

16 comentários:

Oz disse...

É o que se pode chamar de uma empreitada e tanto... Louvo-te a persistência e a disciplina (que me falta, por vezes!).
No resto, rir é sempre um excelente bálsamo para o cinzentismo!
Abraço.

RIC disse...

Olá Oz!
Pois... Disciplina, dizes tu?... Eu chamava-lhe antes madureza... Houve trabalho, sem dúvida, até porque prazos devem ser cumpridos. Mas foi sobretudo um agrado.
E rir é emsmo o melhor remédio!
Obrigado! :-)

Tongzhi disse...

Doçaria Conventual!
António Silva - não tens nada sobre cinema
Amélia Rey Colaço - Teatro
Florbela Espanca - poetiza
...

MrTBear disse...

Sabes o que falta?? o que eu acho que falta??
Uma instituição - Uni. Coimbra ou Fund. Calouste Gulbenkian
Não se enquadra no espírito...

RIC disse...

Olá Tongzhi!
Muitíssimo obrigado pelo contributo! Resta-me a consolação que, à excepção da doçaria conventual, todos os nomes constam da minha lista de pouco menos de 200 entradas! A dificuldade maior, como calcularás, reside na escolha: quem/o que deve constar ou não.
Um abraço! :-)

RIC disse...

Olá Teddy Bear!
Tens razão! Da minha lista geral consta Calouste Gulbenkian, mas é a fundação que deveria ser incluída, atendendo a que foi durante decénios o verdadeiro substituto de um «Ministério da Cultura». E a Universidade de Coimbra, pelo que representa para Coimbra e para o país seria também de incluir.
Lá vou eu dar mais trabalho aos neurónios... Uf!
Muito obrigado!
Abraço! :-)

pinguim disse...

Se há sugestões a fazer, pois seja; não vi por ali Lisboa? E que tal Eugénio de Andrade? E as migas, caro Ric, tão alentejano, tão português.
Óptima e laboriosa iniciativa.
Abração.

RIC disse...

Olá João C.!
Não é propriamente uma sessão de «discos pedidos», mas é claro que aceito sugestões!
Uma outra dificuldade está em encontrar o equilíbrio entre as áreas. De início, o que menos faltava eram escritores... Depois, uns cederam o lugar a outros. O mesmo se passa com a gastronomia...
Com as sugestões e o que elas me lembraram, a lista de base já ultrapassou 200 entradas...
E agora?...
Abraço! :-)

Shadow disse...

Bem...«Cada cabeça sua sentença,né?»
Como tal não vou opiniar...Possivelmente algumas das minhas sugestões estão entre as tais 200 entradas :-) Quero antes, felicitar-te por esta tarefa. Acredito que não tenha sido fácil chegar a este «Top 100».

Um magnífico dia para ti!
Beijinhos :-)

tiago lila disse...

uff, parabéns pelo esforço e pelo eclectismo. só acho que há uma ausência gritante: numa lista em que está Nazaré, Estoril, Coimbra, Évora, Sintra, Cascais e Porto, não está Lisboa? ;) abraço, grande Ric!

RIC disse...

Olá Carla!
Fazes mal, minha cara, fazes mal... É exactamente neste tipo de coisas que devemos opinar, porque tem sobretudo mais que ver com sentimento do que com saber. Se eu escolho A em detrimento de B, é apenas porque acho/sinto que A é melhor/mais adequado do que B.
A tarefa em si é um desafio que muito me agrada, é verdade!
Beijinhos! :-)

RIC disse...

Olá Tiago!
Tens razão, mas não foi por esquecimento meu ou desamor... Foi uma forma de ganhar mais um lugar na lista para outro item, já que para mim (!) Lisboa está subjacente a muito do que consta da lista... Pois é, acho que posso ser acusado de «centralismo capitalício»... Que é que se há-de fazer? Sou alfacinha...
Abraço! :-)

Catatau disse...

Achei giraça a tua playlist! :)
Eu tirava-lhe umas coisas e punha outras, mas isso é o que todos fazemos às opções dos outros.

Fiquei contente pelo ponto G do Porto... ;)

RIC disse...

Olá João M.!
«Giraça» não me ocorreria - nem «playlist» -, mas cativam-me... :-)
Aindas estás a tempo. Quem sabe se tuas opções não «calam fundo»?...
Quanto a essa do ponto G do Porto, pressinto mais qualquer coisa do que apenas um facto geográfico... Rsrsrsrs!
Abraço! :-)

Bernardo Moura disse...

Excelente!
Deves ter tido bastante trabalho.
Envia para uma revista do genero "Visão" que eles são muito capazes de publicar.Demais.
Abraço

RIC disse...

Olá Bernardo!
Muito obrigado quer pelo elogio quer pela dica!
Deu algum trabalho - sobretudo a escolha... -, mas deu ainda mais gozo! E ainda não acabou!...
Abraço! :-)