terça-feira, 9 de janeiro de 2007

(Um)a imagem de mim…














Reservado mas comunicativo, com alguma abertura para a novidade e sentido de humor, por vezes até histriónico; tento sempre o diálogo e sou genuinamente bem-educado para com todos sem excepção, rico ou pobre, culto ou inculto, inteligente ou não; sou amigo dos meus amigos e acredito que só a verdade é bela; tento ser inteligentemente coerente, pelo que não me custa alterar uma convicção, uma vez claro no meu espírito que é esse o caminho a seguir; tenho consciência dos meus defeitos, falhas, incoerências, o que não significa que os consiga superar quando devo – outra falha; detesto a injustiça e a mentira, sobretudo quando perversamente manipuladas por poderosos para benefício próprio e desvantagem de desvalidos; culturalmente cristão, inconformado e desiludido com o catolicismo, sobretudo no tocante a dogmas de figurino iminentemente humano ou ocultadores de ínvias intenções; assaltado com frequência pela dúvida de que o saber não é sinónimo de aperfeiçoamento; ardo facilmente nas paixões que ateio e não controlo, mas amo com a maior serenidade, tanta que por vezes bloqueia a sexualidade; duvido dos meus atributos de sedutor; raramente achei ter motivos para ser ciumento; faço do saber (e, talvez menos, da sabedoria) o caminho principal da minha vida e faço muito gosto em partilhar o que sei; sou rígido na defesa das minhas ideias; prefiro o respeito à tolerância; caio facilmente na ingenuidade que raia a estultícia; sou defensor dos Direitos Humanos, pelo reconhecimento do valor social das minorias e sou contra a discriminação negativa com base em etnia, religião, género, cultura, estatuto socioprofissional, etc.


Obrigado, Thiago, pelo desafio indirecto!

RIC


Antínuo

14 comentários:

Maurice disse...

E eu a pensar que já não havia homens assim!!! :)
Encantado de conhecer-te!
Abraço

Tongzhi disse...

Ora aqui está um "gajo", ou melhor, um "senhor gajo" como deve ser! Gostei da descrição.
Abraço

RIC disse...

Olá Maurice! Bem-vindo! Obrigado pelas gargalhadas!... Será que a blogosfera pode também ser uma caixinha de surpresas?...
Bem, agradeço o cumprimento, naturalmente, mas ressalvo o facto de ser uma «autoavaliação», com toda a inerente subjectividade...
Uma braço para ti também!

RIC disse...

Vindo de uma autoridade imperial, é sem dúvida um elogio a levar em consideração...
E não me importo nada que me chames «gajo»; acho até excitante! (Fala a minha componente eroticista...)
Um abraço amigo!

Carioca disse...

Oi, Ric.
Bom, aqui no Brasil a gente não usa a palavra ´´gajo``. Aqui se diz ´´cara`` quando a gente quer se referir a um homem.
Então, já que o Tongzhi disse que você é um ´´senhor gajo``, eu posso dizer que você é um senhor cara.rs Ou, uma expressão mais usada ainda aqui: você é O Cara.
Ah! Respondendo àquela sua pergunta,acho que o filme colorido ou preto e branco apenas cria climas diferentes. Mas não fica melhor nem pior por causa disso. Apenas dá sensações diferentes em quem tá vendo.
É isso. Abraço, amigo.

RIC disse...

Olá Carioca! A palavra «gajo» é de origem cigana e sempre teve uma conotação depreciativa; no feminino - «gaja» - era do piorio...
Hoje é diferente. Já não tem tanto essa carga, dependendo muito, é claro, da geração e da formação de cada um.
«Cara» aqui em Portugal não dá, pela simples razão de ser a palavra que normalmente usamos para rosto, face... Mas sei há muitos anos que vocês a usam.
Muito obrigado por eu ser O Cara!...
Ainda sobre «as cores», continuo a achar que certos filmes mais antigos, em versão colorida, são quase ridículos... Mas compreendo que é apenas uma questão de sensibilidade e talvez até geracional.
Um abraço para ti também!

Shadow disse...

« Dá cá mais cinco!».
Continua assim, sff. :-)

Beijinho.

RIC disse...

Aí vão «os cinco», querida Carla!
Farei por isso o melhor que puder! E sem favores...
Beijinhos! :-)

Karla disse...

E o que é que eu hei-de dizer?
Pois ... tal qual.

RIC disse...

Olá Karla! Achas mesmo?... Bem, sempre é mais uma achega a uma objectividade por mim sinceramente pretendida.
Beijinhos! :-)

tiago lila disse...

vá, diz lá que isso foi o texto que mandaste para aquela secção da Maria em que se procuram caras-metade! :) toda a gente já sabe, ric, não vale a pena disfarçares (enganei-me, outra vez, nas putas das letras - isto é perseguição!).

RIC disse...

Olá Tiago! «Maria»?! Caras-metade?!
Disfarce?! Enganaste-te?! Teoria conspirativa?!
E eu a pensar que a febre de hoje já me tinha passado... Vou mas é voltar para a cama e esperar por verdadeiras melhoras...
Depois digo-te qualquer coisa.
Fui! :-)

pinguim disse...

Pois neste curioso mundo da blogosfera, é sempre um prazer ir fazendo a fotografia do autor/a de um blog.
No teu caso, tem-me sido fácil ter uma idéia bastante concreta da tua pessoa e este texto apenas o confirma.
És um homem vertical, e um homem bom!
Mereces este abraço, amigo.

RIC disse...

Muito obrigado, João! Espero estar à altura de tão rasgado elogio!
Tento aperfeiçoar-me a cada dia, mas sei também que a perfeição não é humana... Assim, resta-me estar atento a mim próprio e ao que me rodeia.
Abraço reciprocado!