domingo, 8 de outubro de 2006

II. Raivazinhas na blogosfera...


Dez anomalias que me chateiam – à brava! – na blogosfera:

1. Gente que quer apenas deitar a minha história abaixo, por a acharem abaixo de cão; ou então gente que dramatiza até dizer chega, quando apenas postei uma historieta ligeira.

2. Visitantes regulares que nunca deixam um comentariozinho que seja – mas que religiosamente fazem visitas.

3. Gente que pretende ser aquilo que não é, como o gajo que ridiculamente acha que é capaz de escrever como uma mulher (e que, graças a uma cachola prodigiosa, se estampa na primeira concordância…rsrsrs!).

4. Comentadores anónimos – os «anonymous» mesmo –, sobretudo quando os seus comentários são dignos de resposta.

5. Gente que comenta (ao lado…) apenas para deixar o isco («link») do seu blog – outra forma de publicidade! – com uma frasezeca ou outra terminando sempre com «dá uma vista de olhos lá pelo meu blog».

6. Bloguistas com o disco partido: faço-lhes hoje uma visita, e a história que contam é negra como a noite; volto lá oito ou quinze dias depois, e a p… da história ainda não morreu.

7. Bloguistas da infidelidade: têm uma relação séria, dizem, mas estão mais que prontos para a facadinha – ou para a machadada. E muita intimidade da treta…

8. Bloguistas odientos: nutrem um ódio de estimação pelo mundo e pelo universo; tudo quanto escrevem ou comentam escorre ressabiamento por todo o lado.

9. Comentadores ultra‑opiniosos sem blog próprio ou, quando o têm, está configurado em modo privado.

10. Os lamurientos e os choramingas.

Digam lá se isto não chateia mesmo à brava!!!

Lido, reflectido, traduzido e livremente adaptado de «Bitching about Blogging» em bitch blog.

12 comentários:

disse...

Arrasou!!! Concordo demais com você!

Algumas coisas são realmente terríveis em blogs! Acho que, do que você falou, o que mais me incomoda é esse negócio de passar pra deixar um comentário ridículo com o intuito apenas de "criar" mais um leitor para o seu blog! Nossa!!! Há um tempo atrás, isso me desanimou muito no blog.

Irritantes!!! Que bom saber que eu não penso sozinho nessas coisas! O Ricardo costuma dizer que eu me estresso com muito pouco. Se com muito pouco eu não sei. Mas nesse meu retorno mais recente aos blogs, eu simplesmente deixei de lado os blogs que eu simplesmente não considerava importante e resolvi desconstruir e reconstruir minha rede de sociabilidade online! Hahahahahaha

Abração!
=)

Lê, quase Cavaleiro da O.C. disse...

Como ousas ofender-me, taxando assuntos do bem servir ao Estado como "questiúnculas de meras baratas"?

Saiba que Sua Majestade, que Deus guarde, sabe que não desejo nada mais que o bem da Coroa! E, como bom quase cavaleiro da Ordem Militar de Nosso Senhor Jesus Cristo que sou, ele há de ouvir minhas súplicas quanto a este Reino Bárbaro, sua conquista como Príncipe cristão que és.

D. Lê, fiel súdito e vassalo de Sua Majestade, quase Cavaleiro da Ordem Militar de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Carioca disse...

Oi, Ric!
Olha, lá no blog é até raro alguém fazer comentários anônimos. Mas isso não me incomoda, não. Eu prefiro que façam comentários anônimos do que que não comentem.
Mas esse outro ponto que você disse é realmente de fazer rir: tem pessoas que começam comentando como se fosse mulher e, de repente, muda a concordância como se fosse homem falando!rs
A Internet não deixa a gente tão invisível assim, não. A pessoa pode até fingir ser o que não é. Mas pra fazer isso tem que ter talento, né?

RIC disse...

Ainda bem que ultrapassaste essa crise, Lê! Eu acho que, mesmo sem eu querer, o meu grupo mais vasto online muda todas as semanas, não há como evitar. Eu só ando por aqui há quase três meses, mas creio que já percebi o que é poder estar aqui sem crises...
Abração para ti também!

RIC disse...

«Alvíssaras darei a Deus Nosso Senhor por saber que em terras de Vera Cruz há ainda um mui nobre cavaleiro, de seu nome D. Lê, que almeja fazer daquela terra um reino de equidade, justiça e honestidade...»
(À parte: Mas se eu aqui nunca o consegui, como o conseguirá ele lá? Ai que stress post mortem...)

RIC disse...

É verdade, Carioca, já várias vezes me fartei de rir a ler textos com as concordâncias todas trocadas! De chorar a rir!
E tens toda a razão: é preciso mesmo muito talento para que uma «personagem» dessas se aguente. Eu tentei, numa história que estava a escrever, e a determinado passo já não sabia quem era quem... Desisti.
Bom Domingo para ti! :-)

Gray disse...

A nice rant, Ric! I agree with all points - especially the one about people who always visit but never leave a comment!

RIC disse...

Hello Gray! How are you man? How's the family getting along?
Isn't that a pain in the a...? They visit constantly, but leave no comments, and all of the sudden you look at the map and find out you're read in New Zealand, Australia, Singapore, Hong-Kong, etc, but nobody has ever left a comment. It's really sad...
All the best for you! I'm looking forward to... You know what!

André disse...

Infelizmente acho que encaixo no item 10. Sou português, queixar-me da minha vida faz parte de mim, não me sinto culpado, é a religião oficial do país.
Relativamente aos comentários anónimos, há que perceber que há pessoas que não estão para se registar. Por outro lado, nos blogs aqui da comunidade gay também há que compreender que as pessoas não se queiram identificar. Afinal qual é a diferença entre não deixar nenhum nome, ou deixar um nome inventado às três pancadas, ou talvez aquele nick pelo qual sempre sonhámos ser chamados, mas nunca tivemos a coragem necessária para o sugerir aos amigos. Pois...

RIC disse...

Olá André!!! És mesmo tu??? Por tua causa já passei por um susto valente... Culpa minha, sem dúvida, mas assustei-me a sério!
Já resolveste o teu dilema?
Quanto às tuas palavras, pressinto um André menos combativo do que aquele que conheci há tempos...
A verdade, meu caro, é que nós Portugueses somos muito medricas. Bichas ou não, gays sérios (até se rirem) ou não, és capaz de ter razão quanto à religião oficial do país...
Só se mudaste completamente de atitude é que, a meu ver, podes encaixar-te no item 10... Eu não concordo... a não ser que te d^s jeito...
Um abraço! Fico muito feliz!

Shadow disse...

Pessoalmente, não me (re)vejo em nenhum dos itens mencionados.
Quanto ao item, 1, 3, 5 e 10, gostaria de dizer/escrever algo:

Referente ao 1º: Nunca! (Aliás, para quando o livro?)

referente ao 3º: Há dúvidas que sou 'gaja'? :-)

referente ao 5º: Em conjunto com um amigo, nos últimos dias, aventurei-me na criação de um blog.
Como a pretensão não é essa, a que se refere este item, continuarei a comentar como Shadow.

referente ao 10º: Não me considero de forma alguma, choramingas nem lamurienta. De quando em vez, posso e deixar um 'grito', um eco...meu.

Carla.

(Uma boa semana)

RIC disse...

Ah grande mulher! Assim é que é comentar! Parabéns, Carla!
Respostas minhas:
1. Nem precisavas de o reafirmar. Quanto ao livro, deixa-me pôr a minha vida «mais nos eixos»...
3. Até agora, nada me fez duvidar desse facto, ainda que «gaja» não me pareças que sejas...
5. Desejo que o teu amigo seja mais impetuoso do que tu! Quero ver esse blog muito em breve! As sombras só são aprazíveis no Verão, depois...
10. De todo, minha cara! Bem pelo contrário!
Excelente semana para ti também!